Como é feita a análise de um Objeto Projetado no Espaço Aéreo (OPEA)?

O obstáculo será analisado em função de todas as Zonas de Proteção de Aeródromo (ZPA) que possa influenciar, conforme a Portaria nº 957/GC3, de 9 de julho de 2015, estabelece em seu artigo 85:

Art. 85. O efeito adverso OPEA avalia a possibilidade de interferência de um objeto:

I – no serviço de controle de aeródromo;

II – nas características físicas de aeródromo;

III – nos auxílios à navegação aérea;

IV – nas operações aéreas em condições normais;

V – nas operações aéreas em contingência; e

VI – na segurança de voo. (CENIPA)

Esse artigo foi útil?

Artigos Relacionados